19
mar
14

Mythos a venda

Estamos vendendo o Mythos. O memorial completo posso enviar pelo email, inclusive com algumas fotos adicionais.

Vista geral

Vista geral

Yanmar 40HP

Yanmar 40HP

Para os interessados favor entrar em contato pelo email: reinaldo.giovannetti@yahoo.com.br

16
set
13

Subindo na vida…

Você que deseja marinizar sua esposa, namorada, companheira (este conceito de marinização de esposa foi devidamente emprestado do amigo Hélio Viana, em seu blog: http://maracatublog.com/2012/01/20/curso-express-de-marinizacao/), aqui vai um argumento infalível: diga que ao entrar para o mundo da vela ela irá subir na vida!

É só esperar uma adriça ficar presa e pronto: Sua amada irá subir na vida de forma rápida…. só não sei como ficará sua situação quando ela descer.

Subindo na vida

Subindo na vida

10
set
13

Tinta anti -incrustante – (anti-fouling)

No mar, barco na água requer proteção contra as cracas, e ai de você que não tenha uma boa tinta de fundo!

Em setembro de 2012 tiramos o Mythos da água para instalação do novo motor, como a tinta de fundo estava vencida (International Micron) estávamos dispostos a repetir a dose, aplicando novamente a International, apesar do desempenho muito abaixo das minhas expectativas.

Renner Supermarine

Renner Supermarine

Foi quando conheci o Marcílio, consultor técnico da Tintas Renner, que fez uma demonstração sobre a tinta anti-incrustante Supermarine Ionex, que na época apresentava preço inferior ao da Micron em cerca e 15/20% (galão).

Inegavelmente a diferença de preço foi um dos atrativos mas a conversa com o Marcílio foi fundamental para fazermos a opção pela Renner. Aplicamos a Supermarine da Renner, com total supervisão e acompanhamento do Marcílio, durante a preparação do fundo e aplicação da tinta.

Agora o motivo deste post! Esta semana, exatamente 1 ano após a aplicação, recebo uma ligação do mesmo Marcílio perguntando sobre o desempenho da tinta, jamais tive este tratamento por parte da AkzoNobel (International), apesar de já ter comprado galões e galões das tintas International.

Até o momento a Renner Supermarine esta desempenhando muito bem, se não posso afirmar que é muito melhor que a International, com certeza, pior não é. Mas a assistência técnica…ai não têm comparação.

Para quem precisa fazer a pintura anti-incrustante, tai o contato do Marcílio: 13 7807 4620

 

06
set
13

Troca do rotor da bomba d’àgua – Yanmar 3JH/4JH

Nem todo velejador é engenheiro, que bom!

Abaixo as dicas para a troca do rotor da bomba d’àgua, as dicas são para os motores Yanmar, mas as bombas Jabsco utilizadas nos motores Control e Volvo são muito parecidas, mudando apenas o modelo do rotor e os parafusos.

BombaA Yanmar indica que o rotor deve ser trocado a cada 300 horas, é o que chamamos de manutenção preventiva, trocar antes que quebre.

O rotor fica localizado dentro da bomba de água salgada, na parte frontal do motor. Para ter acesso ao rotor vc deverá soltar 4 parafusos de 8 mm, detalhe: o motor  Yanmar é produzido no Japão, signatário do SIU (Sistema Internacional de Unidades) , todos os parafusos, roscas, etc são em milímetros, você não usará chaves em polegadas neste motor. Quando retirar a tampa da bomba, se estiver vazando muita água, feche o registro de entrada de água do motor, no casco ou na rabeta, dependendo do tipo de propulsão que seu barco possui. (Não esqueça de abrir  registro quando terminar a troca).

Na Fig. 2 temos o detalhe para a retirada da tampa da bomba. Muito cuidado com o O-ring, se cortá-lo durante a retirada terá que trocar. Dica: compre uns 2 ou 3 O-rings e deixe junto com o rotor de reserva, é comum eles apresentarem fissuras ou trincas após algum tempo de uso.

Fig. 2

Fig. 2

Para a retirada do rotor do eixo utilize duas chaves de fenda, fazendo o movimento de “pinça” e puxando cuidadosamente o rotor para fora da sede.

O novo rotor deve ser original, que no Yanmar 3JH/4JH é da marca Johnson 12 pás (Fig. 3) não economize neste item, rotores marca chyng ling só trarão dor de cabeça e colocarão em risco o seu motor, eles não aguentam as 300 hs.

Fig. 3

Fig. 3

Antes de colocar o novo rotor na sede observe o sentido de rotação, para que as pás fiquem posicionadas corretamente dentro da bomba, evitando força-las quando ligar o motor. Outro ponto importante é lubrificar o novo rotor com glicerina liquida. Não é WD, silicone, vaselina, graxa… é GLICERINA, se usar produtos inadequados haverá ataque no rotor e ele irá romper antes de 30 ou 40 horas. (fig. 4).

Fig. 4

Fig. 4

Para montar o conjunto limpe muito bem a sede do O-ring, se ficar sujeira acumulada na sede do O-ring haverá gotejamento e água, limpe a tampa com álcool, passe um pouco de silicone entre a tampa e a base da bomba para garantir boa vedação (não coloque muito silicone, apenas uma fina camada onde a tampa faz contato com o O-ring, para não correr o risco de ir cola de silicone para dentro da sede da bomba), aperte os 4 parafusos. Quando ligar o motor fique de olho na saída de água  no escapamento, se demorar mais de 30 segundos para começar a sair água desligue o motor e verifique se existe entrada de ar no sistema.

Quando o rotor quebra

As vezes o rotor não espera as 300 hs, ou você não troca dentro do prazo, ai o pior acontece. (fig. 5)

Fig. 5

Fig. 5

Quando ocorrer a quebra das pás dentro da bomba procure os pedaços e tente remontar o rotor, se todos os pedaços estiverem na sua mão, beleza! Se faltar pedaço é sinal que ele entrou no sistema, ai vc terá que percorrer a mangueira e encontra-lo, caso contrário haverá entupimento no sistema de refrigeração (viu porque o rotor chyng ling não compensa). Navegando a motor tenha sempre um ouvido atento ao barulho da água que sai pelo escapamento, e um olho no termômetro do motor, são os principais indicativos que o rotor esta funcionando corretamente, ou não.

Fig. 6

Fig. 6

04
set
13

Nesta hora vc diz: valeu a pena!

Recebi aqui no blog uma mensagem do amigo Omar, que está iniciando a reforma do seu veleiro.

Só quem já passou por esta penitência sabe o que significa.

Cotia 2 Para todos os que estão construindo ou reformando seus veleiros, que as imagens deste post fiquem na memória. Na hora em que vc estiver a bordo do seu veleiro, contemplando um por de sol como estes das fotos, repita para vc mesmo: valeu a pena!

20130504_170845

03
set
13

Ancoragem segura!

Ah! O prazer que é acordar bem cedo, depois de uma boa noite de sono, olhar pela vigia e ver que todos os barcos estão tranquilamente ancorados.

Para tanto é necessário escolher bem o local de ancoragem, especialmente se for pernoitar.

Cedro Fazer  o procedimento de ancoragem corretamente, verificar se a âncora unhou, soltar corrente/amarra em comprimento adequado com a profundidade e, para dormir bem tranquilo, programar o alarme do GPS.

Já passei por uns perrengues por estar em ancoradouro pouco abrigado de ventos de determinado quadrante e na madrugada a pauleira entrar justamente pelo lado desabrigado, ai é sufoco, tensão, um tal de liga motor, recolhe amarra, muda de lugar, outro barco que garra e vêm pra cima….

Cedro 1 Para não passar sufoco, escolha bem seu próximo ancoradouro, na duvida consulte o pessoal local, pescadores, outros velejadores  e bons sonhos!

02
set
13

Cunha – Paraty – RJ-165

Cunha - ParatyA RJ-165, que no mapa ao lado aparece interrompida em seu trecho de serra, passa por uma reforma, tardia, mas bem vinda! O que não quer dizer que qualquer carro possa passar por lá, muito pelo contrário.

No trecho de serra a estrada ainda “conserva” seu aspecto original, feita para cavalos e burros de carga da época do império, levando a risca o título de estrada do ouro.

O que alguns desavisados não sabem é que o moderníssimo GPS indica este buraco, literalmente, como via de acesso à Paraty, para quem está no Vale do Paraíba.

Até 1/9/13, data que passei pela ultima vez pela RJ-165, minha sugestão é não entrar nesta fria se não tiver um 4X4. No domingo, 1/9, eu subia este trecho de serra quando deparei com um casal num Jetta, enfiado no buraco pelo GPS, dava dó ver a cara de espanto da passageira.

Fica o aviso: Se beber não case, se não tiver um 4X4 esqueça a RJ-165 e se tiver um GPS mal informado, desligue!

 

 




Veleiro Mythos

Sobre barcos a vela e outras curiosidades náuticas

MaraCatu blog

Gotas d'água salgada quase diárias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.